arquivo

Arquivo da tag: Bede Durbidge

fanning 2

Mick no alto do pódio

O australiano Mick Fanning acaba de vencer pela segunda vez o Rip Curl Pro Search que este ano aconteceu em Peniche, Portugal. A primeira vitória dele no evento de seu patrocinador foi em 2005 na primeira edição do The Search. Com a vitória de hoje, Mick se isolou na liderança do ranking e tem boas chances de ser coroado o campeão da temporada no Havaí. Agora o único que ainda tem chances de levar o circuito, além de Fanning, é o seu compatriota Joel Parkinson, que ainda esta em segundo no ranking.

Na grande final, Mick enfrentou o aussie Bede Durbidge que venceu Parko de virada no fim da primeira bateria da semifinal. O campeão da etapa iria enfrentar, na segunda semi do dia, Owen Wright, mas devido a vaca de ontem em que ele perfurou o tímpano e machucou seu pescoço, o garoto não teve condições de participar hoje do campeonato, dando passe livre para Fanning.

joel

Joel parou nas semis

Com as ondas quebrando em torno de 1 metrão, não foi tão fácil para Mick vencer Bede, os dois surfaram muito bem, mas com um surf muito veloz e cheio de cutbacks e rasgadas, Mick somou 12,67 contra 9,87 pontos de Durbidge.

fanning

Mick Fanning mereceu mais do que qualquer um ser o campeão do Rip Curl Pro Search português

O próximo encontro dos tops acontece no Havaí entre os dias 8 e 20 de dezembro na disputa do Billabong Pipe Masters. Para Mick Fanning ser bicampeão o que deve acontecer é o seguinte:

– Se Fanning terminar o Pipe Masters na nona colocação ou pior, Parko precisa de no mínimo um terceiro lugar para ser campeão.

– Se Fanning terminar em quinto, Parko precisa ser ou segundo ou o primeiro colocado em Pipeline para ser campeão.

– Se Fanning terminar terceiro, Parko precisa vencer o evento para ser campeão.

– Se Fanning chegar às finais em Pipeline, ele já é o campeão do World Tour 2009.

Joel Parkinson ainda tem boas chances de vencer o circuito em Pipe, mas vale a pena lembrar que lá além dos 45 surfistas rankeados, mais 16 havaianos entram em cena para dificultar a vida de todo mundo por lá. Como sempre, as coisas prometem esquentar lá no Noth Shore havaiano.

O top 10 do ranking após 9 etapas:

1 Mick Fanning (Aus) 7.140 pontos
2 Joel Parkinson (Aus) 6.772
3 Adriano de Souza (Bra) 6.148
4 Bede Durbidge (Aus) 6.146
5 C.J. Hobgood (EUA) 5.748
6 Taj Burrow (Aus) 5.524
7 Kelly Slater (EUA) 5.514
8 Bobby Martinez (EUA) 5.421
9 Damien Hobgood (EUA) 5.116
10 Jordy Smith (Afr) 4.828

Anúncios
parko

A parada não estava pra qualquer um em Super Tubos

Logo após a derrota do nosso grande Mineiro, as baterias das quartas de final da nona etapa do World Tour deste ano, o Rip Curl Pro The Search 2009, entraram na água.

Jordy Smith e Bebe Durbidge travaram o primeiro duelo desta fase. O sul africano dominou quase toda a bateria, tirou uma nota na casa dos 9 pontos fazendo com que Bede  precisasse de um “high score’’ para virar a disputa. Sem muita enrolação, Bede foi lá, pegou um belíssimo tubo e tirou o primeiro 10 do campeonato. Jordy não precisava de uma nota muito alta para virar, mas, como na bateria de Adriano, as ondas pararam de entrar e o australiano se garantiu  no primeira confronto da semi final.

Bede Durbidge

Bede Durbidge virou com um 10 para cima de Jordy Smith

Na disputa seguinte, Joel Parkinson não repetiu a apresentação mais ou menos que fez contra Kai Otton, e venceu tranquilamente Bobby Martinez. O aussie surfou como vinha surfando no primeiro semestre do ano e fez a maior somatória das quartas, 18.60 pontos, com direito a uma onda nota 10, a segunda do campeonato. Com a vitória, Joel Parkinson irá enfrentar Bede Durbigde na primeira bateria das semis.

Depois da bateria de Parko, o wild card Owen Wright e o atual 10° colocado do ranking Damien Hobgood caíram no mar. O confronto começou sem muitas emoções até Owen tirar o terceiro 10 do campeonato, que na minha opinião podia ter valido uns 12 ou 13 pontos, e fazer com que Damien ficasse em uma situação bem complicada. Faltando pouco menos de 15 minutos para o fim da bateria, o australiano levou uma vaca ao tentar pegar uma das direitas da serie e acabou perfurando o tímpano e contundindo o seu pescoço, tendo que sair do mar e ir para o hospital. Mesmo sozinho no outside, Damien não conseguiu superar a nota 10 de Wright e perdeu a disputa.

owen

A vaca de Owen

Fechando o dia, Mick Fanning passou mais uma vez tranquilamente pelo seu adversário, que no caso foi o norte americano Tim Reyes, e se garantiu para a semi. O australiano tirou um 9.50 que pra mim podia muito bem ter sido o quarto 10 do dia mas…Agora resta saber se Owen terá condições de participar da sua bateria contra Mick, se ele não conseguir, Fanning vai para a final e ficará a um passo do titulo mundial.

Amanha as 6 hrs da manha, no horário de Brasília, vai rolar a próxima chamada do evento.

Aguardem….

D5C812A624E84DFC244CFA426C8A95F5

Mick Fanning assumiu a liderança do World Tour esta semana e deixou o campeonato totalmente aberto. Agora todos os surfistas que estão no Top 10 do ranking possuem chances matemáticas de ganhar, além disso, o campeonato pode ser decidido agora em Peniche ou lá no Havai.

Segundo Renato Hickel, atual Tour Manager da ASP, se Fanning vencer o Rip Curl Pro, Joel Parkinson tem que ficar em nono ou Adriano de Souza em terceiro para estragar a festa do aussie.

Se Mick chegar às finais, mas não vencer, Parko tem que ficar em 17°, Mineirinho em quinto, e Kelly Slater e Bede Durbidge tem que vencer a etapa para levar a decisão ao Havai.

Se o atual líder terminar em terceiro, Joel tem que terminar no mínimo em 33°, Mineiro tem que chegar na nona colocação, Kelly e Bede tem de chegar as finais, e C.J Hobgood e Taj Burrow precisam vencer o campeonato para não deixar Mick levar antecipado.

Tudo indica que o swell vai bombar em Portugal, fazendo com que todos tenham uma boa chance de atrapalhar Mick Fanning na sua conquista do bicampeonato mundial. Outra coisa que pode dificultar a vida dos tops no Rip Curl Pro são os Wildcards, Owen Wright e Bruno Santos já foram confirmados. Owen venceu Slater este ano, Bruninho levou Teahupoo ano passado e é craque na arte de entubar, se Fanning e sua turma bobearem, estes dois podem fazer estragos.

Eu, sinceramente, não tenho um palpite ainda formado. Com certeza, Mick sabe de suas chances e vai estar mais focado do que nunca para pelo menos chegar às finais, mesmo assim, Parko pode voltar a fazer bonito como vinha fazendo e Mineirinho também tem suas chances de levar esta etapa, mas na minha opinião, o maior inimigo do líder do ranking é Kelly Slater. O tiozinho é mestre em viradas espetaculares, se ele resolver, o titulo só vai ser decidido na última etapa.