O curta-metragem “Roots Time” surgiu a partir da reconstrução/reciclagem de uma prancha de surf da década de 70. A matéria completa você confere na edição de agosto. – Por redação Hardcore

Confira aqui o curta que mostra uma prancha das antigas virando praticamente uma obra de arte. Alucinante!

Prancha autografada por Dane Reynolds na loja da Channel Islands em Santa Barbara

Faz um bom tempo que eu estou devendo novos posts aqui no Gravity, mas eu tenho um bom motivo para isso. No último dia 6 eu fui viajar para a Califórnia com a minha família e voltei só ontem. Lá era muito complicado de acessar a internet por isso que o blog esteve meio parado esses tempos.

Agora que voltei vou ter mais tempo para fuçar pelos sites e achar coisas novas pra vocês.

Aguardem!

Matt Biolos, o melhor shaper do mundo segundo a STAB Foto: Steve Baccon

8. There’s a magic number and it’s called your cubic volume. It’s up to us shapers to educate people, and it’s information available, right now, on our shaping machines. Let me explain. One of my team riders, Shea Lopez, was teasing me about how big my boards are. We were down at Lowers, two fat cocktails in hand, and he grabbed my board and said, “Have a fucking look at this boat!” And, I said: “Well, I’m fat, I’m 40, but you know what, fucker? I bet my volume-to-weight ratio is not far from your’s. I’m 30 per cent heavier and have maybe 30 per cent more volume. The difference is, I’m a desk jockey and you’re a professional athlete.” If we know our cubic volumes, all the other dimensions can be left to the shaper. Instead of saying, I ride 6’1”s x 18 5/8” x 2 5/16”, you’d say, I’m a 42, make me a small-wave craft. This does require a degree of trust in your shaper. Which leads me to… – Matt Biolos para STAB

Desvende aqui 10 dos muitos segredos que os bons shapers guardam sobre as nossas pranchas.